terça-feira, setembro 26, 2006

a dança cósmica da transformação


Dançava conforme a batida da música.
Dançava conforme o balanço do vento.
Como as copas das árvores em dia de ventania.
Mexendo-me freneticamente sem pausa para pensar.
Meu corpo dominado por uma energia que vinha de dentro...
de uns seis dedos acima do meu umbigo, que mandava energia para todas as partes de meu corpo, e a emanava por todo o local, contagiando também as pessoas que estavam a minha volta.
Sentia como se estivesse parada, como se o mundo todo dançasse ao meu redor.
Com a respiração ofegante, e a cada expiração mandando energias ruins para longe.
Meu corpo se contorcendo e minhas mãos se entrelaçando no ar, como se se desviassem, fugindo da escuridão, e capturando as cores mais intensas e trazendo-as para dentro de mim.
Sentia meus cabelos chicoteando minhas costas e meus pés acompanhando o ritmo, o ritmo que me levou a um transe, renovando toda minha energia.

Nenhum comentário: